Desmentindo 

O jornalista Gilberto Léda, de São Luís, publicou no seu blog que o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) estaria se aproximando do deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB), que sexta-feira passada lançou a sua pré-candidatura a prefeito. Madeira procurou desmentir imediatamente. Ao blog e também em contato com a coluna Bastidores, o ex-prefeito desmentiu a informação. “Está atrasada quatro anos”, reagiu Madeira, lembrando que nas eleições passadas  havia, sim, a possibilidade de apoiar o candidato do governo, “mas me desprezaram e lancei o Ribinha Cunha”. Perguntado se está com a intenção de disputar a eleição em 2020, Madeira disse que está cumprindo a palavra com o pré-candidato do partido, Richardson Lima, que vem buscando viabilizar o seu nome para o pleito do próximo ano. Embora não admitindo uma possível candidatura, Madeira acredita que o trabalho desenvolvimento durante os oito anos de mandato lhe daria um forte discurso na campanha, credenciando-o a debater com qualquer um dos pré-candidatos.

Líder

O vereador João Francisco Silva (PRB) é o novo líder do Governo Assis Ramos na Câmara. Substitui o vereador Hamilton Miranda (PP), que saiu para presidir a CPI da Saúde. Silva está no sexto mandato e ao discursar disse que a missa é árdua e precisa da tolerância dos colegas, mas que tem “coisas boas do governo para mostrar”. Silva avisou que, embora sendo líder do Governo, vai apresentar um projeto pela implantação da emenda impositiva. 

Tergiversando 

Perguntado pelo jornalista José Filho se será candidato em 2020, o ex-prefeito Ildon Marques de Souza (PP) afirmou que “ é o povo de Imperatriz quem tem que dizer”. Como já aconteceu em outros pleitos, Ildon Marques não costumava anunciar candidatura com antecedência. Se realmente for candidato no próximo ano, só dirá já próximo às convenções dos partidos, que acontecem em julho. Mas pelos seus movimentos ultimamente, demonstra que está disposto a entrar na disputa. Inclusive não compareceu ao ato de lançamento da pré-candidatura de Marco Aurélio (PCdoB), embora tenha sido convidado.         

Voto secreto 

Projeto de Emenda a Lei Orgânica apresentado põe fim ao voto secreto na Câmara Municipal de Imperatriz. O projeto teve parecer favorável na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e está pronto para ser votado no plenário. O voto secreto ocorre na votação de veto de lei, escolha de presidente de Fundação, cassação de prefeito e outros. O projeto é de autoria do vereador Adhemar Freitas Jr. e assinado por mais 6 vereadores.

Muita grana 

Proposta do Poder Executivo para o Orçamento de 2020, entregue na sexta-feira (30) ao Congresso Nacional, destina R$ 2,54 bilhões para as eleições municipais. Em relação ao pleito de 2018 (R$ 1,72 bilhão), o aumento será de 48%. Em mensagem na rede social Twitter, o presidente Jair Bolsonaro informou que o governo apenas seguiu determinação da ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base na legislação em vigor.

Protesto

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) exigiu, na Assembleia Legislativa, o fim das demissões e do aumento da jornada de trabalho de enfermeiros, que realizaram uma manifestação em frente à Secretaria de Estado da Saúde. Segundo o líder de oposição, a manifestação aconteceu como forma de repúdio ao aumento da jornada de trabalho de 30 horas semanais e à demissão de 30 profissionais da UPA do Itaqui-Bacanga, em São Luís.