Ezaquiel do Nascimento Silva responde por homicídios e tráfico de droga

O delegado Eduardo Galvão, titular da Delegacia Regional de Polícia Civil de Imperatriz, informou que Ezaquiel do Nascimento  Silva, 36 anos, que foi preso sábado em uma chácara na Ilha de Serra Quebrada, zona rural de Governador Edison Lobão, distante 30 km de Imperatriz, será transferido para a Penitenciária de Pedrinhas por questões de segurança. No mesmo local, foi presa a namorada de Ezaquiel, Adriele Lima Sousa, 22 anos, e Lúcio Lima Sousa, irmão de Adriele. Os dois, entretanto, foram arrolados apenas como testemunhas e depois de ouvidos foram liberados pela autoridade policial.
Segundo o delegado Galvão, Ezaquiel é elemento de alta periculosidade e será transferido por motivo de segurança. “Sabemos da alta periculosidade desse rapaz, que é autor de vários crimes de homicídio em Imperatriz, além de tráfico de droga. Não hesita em matar, desde que seja contrariado, e se ficar por aqui vai continuar comandando de dentro do presídio”, disse Eduardo Galvão.
Ezaquiel é o líder do grupo criminoso ligado ao PCC, que foi preso há cerca de 10 dias em operação de forças policiais do Maranhão e Tocantins. Na ocasião, ele era um dos alvos, mas conseguiu fugir, sendo preso sábado passado.
O acusado tinha quatro mandados de prisão em aberto, sendo três por homicídios e um por tráfico de droga. Após ter sido ouvido e tomado ciência dos mandados de prisão contra ele, Ezaquiel do Nascimento foi levado inicialmente para o Instituto Médico Legal, onde fez exame de corpo de delito, e em seguida levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, de onde será transferido para um dos presídios de segurança máxima do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.